Município da Covilhã cria linhas de apoio a grupos de risco

A Câmara Municipal da Covilhã, com o objetivo de atenuar os efeitos do isolamento social e melhorar a qualidade de vida dos grupos de risco, criou duas novas linhas de apoio ao período em que vivemos.

A Câmara Municipal da Covilhã, com o objetivo de atenuar os efeitos do isolamento social e melhorar a qualidade de vida dos grupos de risco, criou duas novas linhas de apoio ao período em que vivemos:

  • A linha de apoio de Psicologia Clínica e de Saúde (275 330 644) ajuda no acompanhamento e psicoterapia a idosos e pessoas em risco, no que diz respeito a necessidades de apoio psicológico.

Esta linha estará a cargo da Dra. Juliana Bastos de Oliveira, Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, inscrita na Ordem dos Psicólogos Portugueses, que se disponibilizou para colaborar de forma voluntária nesta fase em que é preciso garantir algum apoio extra.

  • A linha de apoio, “Terapia Ocupacional” (275 330 644), destina-se a ajudar crianças com necessidades específicas, com o objetivo essencial de prevenir e/ou compensar incapacidades/disfunções que possam ser agravadas pelo isolamento social.

O atendimento estará garantido pela Dra. Inês Pereira, Terapeuta Ocupacional atualmente a exercer funções no Espaço dos Sentidos na Biblioteca Municipal, pós-Graduada em Integração Sensorial e mestranda em Terapia Ocupacional -Saúde Mental.

Ambas as linhas de apoio estão disponíveis das 09h00 às 18h00, todos os dias úteis.

Publicação
24 de Maio de 2020
Categorias
Sustentabilidade
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço